Buscar
  • Lucedile Antunes

Gestão de Pessoas - Qual vantagem competitiva sua empresa pode ter?

Atualizado: Jan 25


A excelência na Gestão das Pessoas é fator determinante na oferta de produtos e serviços competitivos e atrativos. O sucesso está nas pessoas que fazem.

Empresas que valorizam as pessoas, se colocam numa posição de destaque no mercado, por uma simples razão:


“Vantagens competitivas baseadas em pessoas são difíceis de copiar, são difíceis de transferir e não podem ser compradas”.


Para a construção de uma grande equipe, é necessário:


Ø Escolher as pessoas com base nas competências e principalmente valores da organização.

Ø Passar os conhecimentos e os valores da organização.

Ø Proporcionar uma excelente relação das lideranças com suas equipes.

Ø Comunicar as estratégias e as responsabilidades e grau de autonomia, para que as pessoas conheçam os papéis uns dos outros e a sua participação no todo.

Ø Preparar os lideres para dar e receber feedbacks com suas equipes, visando o desenvolvimento e crescimento do time.

Ø Reconhecer e comemorar.


Cada vez mais, as empresas estão buscando formas de desenvolvimento de pessoas internamente. Exemplos disso são: rotação em postos de trabalho e capacitações conduzidas por colaboradores mais experientes através de programas de mentoring, treinamentos, coaching, entre outras


Avaliar a eficácia dos programas de capacitação, é fundamental para garantir que as pessoas assimilaram os conhecimentos e estão aplicando de forma efetiva.

O olhar para o indivíduo, buscando compreendê-los e desenvolvê-los de forma integral, é o fator predominante, para que eles possam se tornar melhores indivíduos, cidadãos e profissionais.


Tão importante quanto o olhar para o indivíduo, as mais recentes tendências mostram que a qualidade de vida no ambiente do trabalho é um ingrediente relevante que deve ser considerado, para que o colaborador possa ter equilíbrio entre pessoal e profissional.


Pessoas que sentem suas vidas equilibradas em todas as dimensões, tendem a manter seu desempenho alto por mais tempo. Cansam-se menos. São mais resilientes. Faltam menos. Ficam menos doentes e entregam de forma mais consistente.


Infelizmente no nosso setor de construção civil, apesar de existir uma área no organograma da empresa chamada recursos humanos, no fundo estas áreas desempenham rotinas pura e simplesmente de departamento pessoal.


O nosso setor está bem atrasado no tema gestão e desenvolvimento de pessoas, se comparado a outras indústrias.


Como mencionado anteriormente, empresas são feitas de pessoas, sem elas não é possível a sustentabilidade dos negócios.


Portanto os empresários do setor de construção civil devem passar a enxergar pessoas como um patrimônio, e não como custo.


Se houver investimento em desenvolvimento de pessoas, a sua empresa poderá alcançar novos patamares de maturidade e com isso melhores resultados.


E para que este desenvolvimento aconteça é necessário criar políticas de Recursos Humanos que devem permear desde o processo de recrutamento e seleção dos melhores profissionais no mercado, passando por avaliação de desempenho, que é um momento muito importante onde líderes e liderados alinham necessidades e expectativas em busca das metas do direcionamento estratégico, planos de desenvolvimento e carreira e finalizando com políticas de reconhecimento e retenção de talentos.


Grande abraço!


Lucedile Antunes é Consultora organizacional em “Processos” e “Pessoas”, Escritora, Coach e Palestrante. Contatos: (11) 98424-9669 lucedile@lantunesconsultoria.com.br

0 visualização